Minicursos

Minicurso: OS SIGNOS CONTÍNUOS: MULTIPLICIDADES SEMIÓTICAS A PARTIR DO CINEMA E DA LITERATURA

André Carneiro Ramos – Doutor, Unimontes

Desde os seus primórdios que o cinema se alimenta da literatura, sendo mais eficaz em sua recepção quando essa “troca” entre linguagens se estabelece instigando roteiristas, cineastas e, especialmente, espectadores-leitores a percorrerem, com êxito, suas naturezas criativas e criadoras. Lançando um olhar por sobre essa profícua relação, nossa proposta examinará alguns dos momentos basilares da história do cinema, evidenciados nas sequências fílmicas que escolheremos, com vistas a uma análise intersemiótica, refletindo acerca dos signos que a compõem e procurando, com isso, se compreender a noção de valorização ideológica detrás de tais efeitos (BAZIN, 2014). Nesse sentido, levaremos em conta a inelutável presença da literatura em todo o campo da Sétima Arte, que com ele semioticamente dialoga (RANCIÈRE, 2012). Nesse ínterim, promoveremos também uma reflexão sobre a leitura multimodal que o discurso cinematográfico promove, numa ativa interação entre elementos articulatórios (ORLANDI, 2000), que deve ser explorada ao se trabalhar a poesia nas escolas, por exemplo. Este foco será aqui evidenciado no âmbito do ensino universitário, objetivando que os acadêmicos possam construir um processo de multiplicidades semióticas de constituição textual (ROJO; MOURA, 2012), almejando um trabalho de leitura e escrita enquanto futuros professores.