Minicursos

Minicurso: TEORIA E PRÁTICA PARA UMA LEITURA LITERÁRIA ESCOLAR SELVAGEM

Rauer Ribeiro Rodrigues – Doutor, UFMS

Heloíza de Souza Moreno – Mestre, SED/SP

Desenvolvemos o conceito de Literatura Selvagem para abordar o modo pelo qual propomos seja desenvolvida a leitura literária escolar, para, desse modo, marcar um modo de trabalhar que supere as limitações observadas no quadro curricular dos PCN e da BNCC. Em outras palavras, o modo pelo qual a literatura é inserida na escola, pelos documentos oficiais, conduz à deformação do trabalho com a literatura e à não formação de leitores – pior, produz formação insuficiente nos mais diversos aspectos, como o demonstram de modo cabal tanto as avaliações internas – das prefeituras, dos estados e da união –, quanto as externas, sendo a mais difundida o PISA. Apresentamos, no minicurso, o conceito de literatura selvagem e o projeto que foi desenvolvido sob a perspectiva da pesquisa-ação, o qual rompe com a atual institucionalização da literatura na escola como um adorno disfuncional. Entendemos que o trabalho adequado, na escola, com a literatura, provoca, estimula e produz novos horizontes de expectativas, de modo a formar alunos críticos e criativos, preparados para a leitura, para a interpretação de textos e do mundo, em suma, alunos aptos para modificarem o mundo. Será́ que é por isso que temem tanto o verdadeiro trabalho com a literatura na escola? O minicurso será dividido em duas etapas: no primeiro momento, serão apresentados os conceitos norteadores da prática, o embasamento teórico para “enfrentar” a BNCC e o desenvolvimento da pesquisa que comprovou nossos pressupostos. No segundo momento, serão apresentados depoimentos com o resultado do projeto e será aberto espaço para o debate.