Minicursos

Minicurso: OS ROMANCES DE TEOLINDA GERSÃO: DIÁLOGOS ENTRE A LITERATURA E OUTRAS ARTES

Alba Valéria Niza Silva – Doutora, Unimontes

Orivaldo Rocha da Silva – Doutor, SESI/SP 

A proposta desse minicurso é a de proporcionar um contato mais aprofundado com as experiências dialógicas e de intertextualidades que são perceptíveis a partir da produção romanesca da escritora portuguesa contemporânea Teolinda Gersão, no que diz respeito aos diálogos entre a literatura e as outras artes. Esse diálogo, em Teolinda Gersão, mostra-se recorrente e é um dos aspectos que constitui e dá forma a seu projeto de escrita, perceptível desde suas primeiras incursões pelo gênero romance. É assim que em Paisagem com mulher e mar ao fundo (1982), a pintura e a arquitetura são problematizadas, e em Os teclados (1999), o diálogo entre as artes coloca em primeiro plano, agora, a literatura e a música. Marcas de heterogeneidade no que se refere aos gêneros literários podem ser destacadas em Os guarda-chuvas cintilantes (1984), escrita que se mostra como um antidiário, em que a liberdade de escrita oferece aspectos de alto experimentalismo. Em A Casa da Cabeça de Cavalo (1995), o que se tem é uma narrativa seriada, próxima do gênero dos antigos romances de folhetim. Ou ainda em seu romance de 2011, A Cidade de Ulisses, no qual Teolinda se serve de um paratexto na obra – Nota Inicial. Nessa nota, ela alerta logo que o livro flerta deliberadamente com as artes plásticas. As discussões e aproximações propostas estarão ancoradas no conceito de dialogismo bakhtiniano e de sua releitura proposta por Julia Kristeva, por meio do conceito de intertextualidade.